Ciclismo Volta a Portugal

3ª etapa: Geral inalterada para os ciclistas vianenses e César passa a chefe de fila

Volta a Portugal Oficial

A chegada a Bragança, da 3ª etapa da 79 ª Volta a Portugal em bicicleta, foi discutida ao ‘sprint’, sendo que Alaphileppe (Armée de Terre) foi o grande vencedor. Ainda assim, Alarcón (w52-FC Porto) mantém a amarela e os vianenses, Rui Sousa (RP-Boavistta) e César Fonte (LA – Metalusa BlackJack) , o mesmo lugar da geral e o mesmo tempo de distância para o líder que à partida para esta etapa, 8º (a 25 segundos) e 11º (a 34 segundos), respetivamente.

Não deixamos de seguir viagem nesta caravana e nas emoções e sensações sentidas pelos dois vianenses que não deixaram de fazer um balanço da etapa e já olhar ao que aí vem.

Para Rui Sousa tratou-se de uma “etapa com um início complicado, ataques logo de partida, grupo numeroso na frente e perseguição louca com o Sporting assumir as despesas da corrida… Fuga anulada, assume a corrida a equipa do líder, controlando de forma perfeita a chegada em pelotão… Amanhã a corrida será totalmente diferente, etapa decisiva, o primeiro embate na mítica Senhora da Graça… Espero estar na luta, já venci em 2012, e amanhã espero que seja um dia em grande!”

Já César Fonte não deixou de destacar o infortúnio de Edgar Pinto que, na sequência da queda de ontem, teve de abandonar a Grandíssima e o “obrigou” César a ser o novo chefe de fila da LA – Metalusa BlackJack.

“Ontem foi um dia difícil e triste para equipa, perdemos o nosso líder Edgar devido a queda, mas temos que seguir em frente e lutar para dignificar os nossos patrocinadores. Hoje tivemos pela frente mais um dia stressante, até agora foi a etapa com mais acumulado de subida. A partir de hoje, a equipa deposita confiança em mim para tentar fazer o melhor resultado possível na classificação geral. Durante todo dia foram incansáveis para me proteger e, na parte final, ainda me colocaram para tentar discutir a etapa. Foi pena, já dentro do último quilómetro, ficar chegado mas pessoalmente a sensações foram boas e amanhã será uma etapa importantíssima. Um dos outros objetivos da equipa foi conseguido, colocamos o Matias na fuga para pontuar na montanha e vestir a camisola”.

Amanhã é um dia duro e Macedo de Cavaleiros será o cenário da partida da 4ªetapa, considerada uma das que vai contribuir muito para encontrar o vencedor deste ano. Apesar de ser curto em quilómetros, será um dia marcado pela escalada à sempre espetacular e repleta de dificuldades Srª da Graça, em Mondim de Basto, ou não fosse o terreno transmontano recheado de obstáculos montanhosos.

 

 Topo