Ciclismo Volta a Portugal

4ª etapa: Ciclistas vianenses não fizeram graça na Senhora da Graça e amanhã chegam a Viana

Volta a Portugal Oficial

A 4ª etapa da 79ª Volta a Portugal em Bicicleta viu acontecer a chegada à mítica Senhora da Graça. César Fonte (LA-Metalusa Balckjack) caiu para 15º da geral, mas ainda luta por um lugar ao sol nesta disputa, já Rui Sousa (RP-Boavista), e face ao resultado de hoje, passa a estar focado no vencer de uma etapa. De amarelo continua Alarcón (w52-FC Porto), que reforçou a liderança ao vencer a etapa.

Uma chegada difícil e que teve para os vianenses sortes distintas depois de mais de quatro horas a pedalar. César Fonte foi 18ºa 1m24s de Alarcón e Rui Sousa foi 21º a 2m19s. Com os resultados obtidos algumas ambições mudaram, mas os sentimentos da Grandíssima continuam a fazer-se sentir. Fruto da prestação de hoje César Fonte cai para 15º da geral a 2m08s e Rui Sousa para 20º a 2m54s.

Rui Sousa não escondeu a vontade de quer ter feito melhor, mas nos últimos quilómetros não conseguiu. “Hoje primeiro embate na montanha, etapa relativamente fácil até à Senhora da graça. Vindo ao encontro de etapas anteriores, logo nos primeiros quilómetros, uma fuga de oito ciclistas na frente, equipa do líder a controlar (w52-FC Porto) e a levar a corrida até Senhora da Graça e, mais uma vez, numa demonstração de força o líder da corrida vence a etapa e solidifica a liderança. Pessoalmente, gostaria de ter feito uma melhor prestação, não foi possível, os adversários foram mais fortes. Saliento que a partir de agora a minha corrida será diferente, numa perspectiva de tentar vencer uma etapa. Deixa de ser um objectivo a classificação geral”.

Rui não escondeu a alegria da caravana chegar amanhã a Viana do Castelo.  “Amanhã é um dia especial, etapa que sai de Boticas, passando já na fase final na união freguesias de Barroselas e Carvoeiro, rumo a meta na nossa cidade e nomeadamente na nossa santa Luzia. Lá vos espero”!

Já César fez também um balanço da etapa, das ambições e da chegada a Viana, já amanhã. “Hoje tivemos pela frente uma etapa com chegada à mítica Senhora Graça. Desde cedo um fuga tomou conta da dianteira da corrida onde conseguimos colocar o J. Matias e assim defender e reforçar a sua liderança da camisola da montanha. No pelotão a equipa do w52/Porto controlou sempre a fuga e demonstrou hoje na estrada e que todos já sabiam em papel, é a equipa mais forte. Pessoalmente dei o meu melhor na subida à Senhora da Graça. Acabei por perder algum tempo mas ainda falta muita Volta e lutarei pela melhor a classificação. Amanhã será um dia bonito e sem dúvida alguma tentarei estar na discussão da etapa. Estou bem fisicamente e confiante, espero orgulhar todos vilafranqueses e vianenses amanhã”.

Antes mesmo desta 4º etapa sair para a estrada já Rui Sousa, conforme já tinha dito na entrevista ao Desporto em Viana, o atleta convocou uma conferência de imprensa para o dia de descanso da Volta, 11 de Agosto, para falar do seu futuro. Com 41 anos, Rui Sousa, o corredor profissional português há mais tempo em atividade está a fazer a 19ª participação na Volta a Portugal em Bicicleta. Em tantos anos de carreira, o veterano do pelotão português orgulha-se de apenas ter falhado uma Volta devido a lesão, em 2003.

 

 Topo