Mais Modalidades

Afinar a pontaria ao alvo

DR

Dardos ou setas. Com maior ou menor pontaria. Há cada vez mais vianenses a fazer pontaria ao alvo.

Para se jogar dardos não é preciso muito. Um alvo e três setas aliadas à pontaria do jogador são os ingredientes base para entrar no jogo. Se uns jogam para passar o tempo, outros treinam cada vez mais para conseguirem uma vaga no Nacional Phoenix Darts. Para lá chegar formam-se equipas que disputam campeonatos zonais.

Em Viana do Castelo existem equipas a competir nalguns cafés, como o Maranello, o Palm Beach, Brito ou o São Simão.

As equipas são constituídas por um número mínimo de quatro jogadores, podendo ter oito. Os jogos disputam-se entre a segunda e a quinta-feira, dias de menor movimento nos cafés, “o que ajuda ao negócio”, como explica Nuno Lopes, promotor da competição no distrito de Viana.

Na competição por equipas os jogos são compostos por 13 rondas. Seis partidas de Standard Cricket, outras seis de 501 e, para fechar, uma de 701 onde participa toda a equipa. No Standard Cricket o objetivo passa por “fechar do 15 ao 20 e o centro”, enquanto no 501 tem de se conseguir somar esse exato número de pontos, “levando a pontuação até zero”. No 701 a lógica “é como no 501” mas é jogado pela equipa toda.

Na competição individual os jogos são entre quatro atletas na lógica de “duplo KO”. Na final marcam presença os oito melhores jogadores.

Por Viana o 4.º Open de Dardos tem início previsto para outubro, estando abertas as inscrições até final de setembro, nos cafés com máquinas de dardos Phoenix. Os resultados da competição podem ser consultados aqui.

 Topo