Água

Boas ondas no XIX Luso-Galaico nas praias da Arda e Cabedelo

RC

As praias da Arda e Cabedelo acolheram este fim-de-semana, 23 e 24 de setembro, o XIX Luso-Galaico. Em busca das melhores ondas, 80 participantes divididos pelas provas de surf, bodyboard e longboard participaram nesta edição.

O galego Christian Pérez venceu o bodyboard open e recebeu, pelas mãos do atual líder do ranking mundial, Iain Campbell, um Wildcard para o Viana World Bodyboard Championship. “Estou muito contente, não só pelos prémios, mas porque para mim [Viana] é como a minha primeira casa, surfo aqui há muitos anos”, revelou o atleta galego. Em Surf Open foi Henrique Menezes quem levou o título para casa. “Estou feliz por ter sido o campeão, como é óbvio. Não estava à espera, vim de forma mais relaxada e descontraída e acabei por ganhar, o que foi bom”, disse o campeão da categoria.

Na categoria de surf feminino, o prémio foi para a jovem galega, de apenas 12 anos, Martina Fernández. “O campeonato esteve muito bem organizado, ondas muito boas. Diverti-me muito que é o mais importante”. Já a vitória da competição de Longboard foi para Eduardo Martins, atleta do clube da casa. “É o campeonato ibérico mais antigo e acho que esteve bom. As ondas estiveram no limite, a desafiar os competidores, mas penso que toda a gente se portou bem e a organização e parte técnica acho que decidiram muito bem mediante as situações em que estavam”, disse o vencedor. Os campeões receberam 500€ em prémios e uma viagem aos Açores.

As atividades começaram no sábado, por volta das 9h30 com os primeiros heats de surf open na Praia da Arda. As boas condições do mar, com ondas de cerca de 1,5 metro e vento offshore permitiram boas exibições por parte dos competidores. Ao início da tarde, o nevoeiro obrigou a parar o campeonato por umas horas, retomando depois com as baterias de bodyboard open. O dia terminou com os quartos de final de surf open. O segundo dia de prova começou um pouco mais tarde, por volta das 10 horas, e dividiu-se pela Praia da Arda com as modalidades de surf open e bodyboard open, e pela praia do Cabedelo, com as provas de longboard e surf feminino. Na Praia da Arda realizaram-se os quartos de final de bodyboard open, sendo que de tarde todo o campeonato se mudou para a Praia do Cabedelo, devido às condições meteorológicas.

A prova, organizada pelo Surf Clube de Viana e homologada pelas federações Portuguesa e Galega de Surf, é já um clássico do surf ibérico. Durante o evento a Seleção Júnior da Galiza e vários atletas de clubes do Norte de Portugal estiveram em estágio no Centro de Alto Rendimento de Surf de Viana do Castelo.

 Topo