Artes Marciais

Campeonato Nacional de kickboxing com sabor agridoce

DR

O clube vianense Alta Tensão deslocou-se a Guimarães, no passado fim-de-semana, para marcar presença no Campeonato Nacional de kickboxing. O Pavilhão do Vitória de Guimarães recebeu 56 equipas, de todo o país, e 800 atletas.

O panorama nacional não foi sorridente para a equipa. Pedro Cunha lutou em kickboxing K1 mas perdeu a final, alcançando o pódio em terceiro lugar. “Embora o resultado não tenha sido o ambicionado Pedro deixou bem clara a raça dos guerreiros do Alta Tensão/CIDADEGYM”, afirmou o mestre Carlos Correia, em declarações ao DEV. Fábio Carvalho competiu em Kicklight e perdeu nos quartos de final “deixando um “amargo de boca” porque o guerreiro Barcelense ganhou claramente o combate mas 2 dos árbitros não viram o mesmo combate que os restantes”, disse Carlos Correia. Nicolas Rodrigues acabou por não ter adversários porque os que ficaram apurados nos Campeonatos Regionais desistiram do deste Campeonato Nacional. Eugénia Vale venceu a meia-final mas na final perdeu “devido a não ter conseguido contrariar o jogo da adversária”, sagrando-se, assim, vice-campeã Nacional de Kicklight. “No geral, apesar de não termos atingido os objectivos propostos, que era o lugar mais alto, saímos de cabeça erguida pelo trabalho realizado”, defendeu o mestre.

Mas ainda houve lugar para uma boa notícia. Os atletas Pedro Cunha e Nicolas Rodrigues foram convocados pela Federação Portuguesa de Artes Marciais Chinesas para representar Portugal num torneio internacional que se irá realizar em Ourense, Espanha.

Este texto foi escrito ao abrigo do antigo acordo ortográfico.
 Topo