Futsal

Coração guerreiro ajudou Canarinhos a sobreviver à (Casal) Cinza

A Associação Desportiva e Cultural de Anha está na segunda eliminatória da Taça de Portugal. No Pavilhão Monte da Ola, foi necessário recorrer ao tempo extra para que a equipa de Paulo Salgueiro carimbasse o passaporte ao triunfar por 7-4, após uma igualdade (4-4) no final do tempo regulamentar.

 

O Casal de Cinza, formação da AF Guarda, surpreendeu na primeira parte. Os visitantes chegaram ao intervalo em vantagem (1-3) mercê da eficácia do seu número 9, com Pedrinho a apontar o tento dos vianenses.

 

O início da segunda parte foi frenético, com o 4-1 a ficar preso no poste da baliza de Henrique. Zé Miguel e Melo, a numa bela rotação sobre si, apontaram os golos que permitiram ao Anha chegar ao empate.

 

Sampaio deixou o poste da baliza contrária a abanar, mas as redes que voltaram a abanar foram as vianenses. Bastaram 34 segundos para que Zé Miguel voltasse a empatar, a quatro, a quatro minutos do final da partida. E o encontro poderia ter ficado resolvido não fosse Xuxa acertar no poste a pouco mais de um minuto do fim.

 

No prolongamento, o Anha foi mais forte, marcando por mais três vezes, duas das quais na sequência de livres de 10 metros. Vitória justa da formação de Salgueiro, mercê de uma boa exibição do seu guarda-redes no período critico da segunda parte, e do espirito guerreiros dos jogadores vianenses.

 

Foto: ADC Anha

 Topo