BTT

David Vaz tricampeão do Tour de Timor

David Vaz (Reabilitar Viana | InoutBuild | Blisq Creative), em representação dos Amigos do Desporto da Associação Cultural e Recreativa de Vila Franca, venceu pelo 3° ano consecutivo o Tour de Timor, prova por etapas de BTT, que decorreu de 4 a 8 de Setembro.

Numa prova internacional, a completar 10 anos de existência, o vilafranquense David Vaz venceu quatro das cinco etapas, porque numa delas fez o segundo lugar. Assim, fez história sendo o único atleta a vencer três vezes o referido evento internacional, uma prova com 400km e 10000mt de elevação. Depois de um breve período complicado a recuperar de uma queda, David Vaz regressou desta forma às vitórias, numa competição em que participaram 115 atletas, com as cores de oito países, sendo três deles portugueses.

Em declarações exclusivas ao Desporto em Viana explicou que “esta vitória tem um sabor muito especial por ser a décima edição do Tour de Timor, por ser o primeiro atleta a ganhar três vezes (no meu caso consecutivas) e por tudo o que passei no último mês devido a uma queda em finais de Julho numa outra corrida onde até pôs em causa a minha participação nesta edição devido a ter de andar de moletas uns dias! Mas como nestas alturas surpreendo quase sempre, aqui estou estou eu como triplo vencedor do tour de Timor.

Sobre as especificidades da prova, destacou “a humidade que o clima tem, pois é altíssima; as longas e duras subidas; e o facto de, este ano, as etapas serem mais curtas, mas com mais acumulado de subida do que as duas edições anteriores em que estive presente”. Ainda assim, esta edição contou com menos presenças o que se deveu “à instabilidade política que se vive neste momento em Timor Leste, mas o que me surpreendeu é que, ao contrário que muitos pensariam (eu inclusivé), esta foi sem dúvida a melhor edição do Tour de Timor a nível organizativo alguma vez realizada.

David Vaz já pensa na próxima edição que promete novidades. “A próxima edição, em 2019, terá oito dias de prova indo à parte da Indonésia. Esta para mim é uma prova muito especial, sempre que cá venho fico com uma enorme paz interior e a todas as dificuldades que temos na nossa vida se tornam relativas pois aqui damos muito valor a coisas que em Portugal temos e damos como adquiridas! Cada vez que regresso a Portugal, regresso uma pessoa muito melhor e muito grato por tudo o que tenho… Fico com uma forma diferente de ver a vida”, rematou emocionado.

 

 

 

 Topo