Hóquei

Equipa sénior da EDV de encontro à “complementaridade”

MR

A Escola Desportiva de Viana (EDV) apresentou hoje, a bordo do Gil Eannes, a equipa sénior de hóquei em patins, bem como a equipa técnica desta “secção totalmente autónoma que pretende valorizar o jogador vianense”, afirmou o presidente Rui Silva.

Para o presidente da EDV, trata-se de “sair da zona de conforto, a formação, e complementar o ciclo com a competição”. Juntamente com o basquetebol, o hóquei em patins passa a ser a única modalidade da EDV com todos os escalões, o que se pretende que vá sendo uma realidade em todas as modalidades. “Queremos que este seja o ‘ADN’ da EDV”, prosseguiu.

O surgimento desta nova equipa está envolta em muito trabalho, sendo que “a qualidade da equipa sénior será o reflexo da formação”, rematou Rui Silva.

O mesmo fez questão de explicar que Rui Neto, ex-selecionador nacional e ligado à formação da EDV, foi um dos impulsionadores desta equipa, sendo que continuará ligado à EDV até ao final desta época. No entanto não poderá prosseguir no comando desta equipa pois, segundo se sabe, ascende ao escalão principal para treinar o Braga.

É precisamente com esta equipa minhota que será o jogo de apresentação dos vianenses, em data a anuncia. Mesmo não podendo estar a 100% neste novo desafio, Rui Neto manifestou que espera “que dê bons frutos e está entregue às pessoas certas”. Por isso, “vou colaborar com a EDV em tudo o que fizer falta e que seja uma referência para os atletas poderem seguir no hóquei”.

No comando dos auri negros ficará o até agora seu adjunto, Ricardo Lomba, mais conhecido por Passos Lomba, e como fisoterapeuta a EDV conta com André Almeida. “Pode-se esperar tudo, mas vamos dar a oportunidade e espaço a quem não teria se não fosse este projecto. Vamos fazer valer a pena a aposta na formação, envolvendo toda a família EDV, e evoluir sem grandes sobressaltos”.

Com este novo desafio a EDV conseguiu ir buscar quatro atletas que, apesar da tenra idade, já estavam na ‘reforma’ da modalidade (Tiago Natário, João Boaventura, André Costa e Luís Costa). João Chavarria, responsável pelos seniores, salientou que a EDV “vai procurar dar as condições razoáveis para a equipa. Nós estamos a dar os primeiros passos. Já ganhamos com o regressos de jovens que tinham deixado a modalidade”.

Nesta equipa, 80% dos jovens são de Viana do Castelo e o objectivo é “estruturadamente e passo a passo podemos ir longe”, explicou o Chavarria. Carlos Teixeira e Tiago Malheiro são delegados, sendo que a articulação é feita pelo diretor de secção Álvaro Lopes.

Do lote de jogadores fazem parte Diogo Pires (GR), natural de Viana, formado na EDV e ex-ADJ Vila Praia; João Boaventura (GR), sem clube e a estudar no Instituto Politécnico de Viana do Castelo; Luís Costa (GR), natural de Viana do Castelo, formado na EDV e sem clube; Ricardo Pinto, natural de Ponte de Lima e transita do juniores da EDV; Rui Araújo, natural de Viana do Castelo, formado na EDV e ex-ADJ Vila Praia; André Costa, natural de Viana do Castelo, formado na EDV e ex-ADJ Vila Praia; Eduardo Chavarria, natural de Viana do Castelo, formado na ED e ex-ADJ Vila Praia; Bruno Malheiro, natural de Viana do Castelo e transita dos juniores da EDV;  Eduardo Fernandes, natural de Viana do Castelo, formado na EDV e ex-ADJ Vila Praia; Miguel Vieira, natural de Ponte de Lima e transita dos juniores da EDV; Pedro Nuno, natural de Barcelos e ex-HC Fão; Bruno Costa, natural de Famalicão e ex-ADJ Vila Praia; e Tiago Natário, natural de Viana do Castelo, formado na EDV e sem clube.

 Topo