Futebol

“O maior presente que posso dar-lhes é levar o caneco”

A Seleção Nacional de sub19 joga, este sábado (17h), em Gori (Geórgia) a final do Campeonato da Europa da categoria. Entre os indiscutíveis de Hélio Sousa está o vianense João Queirós. O defesa central do SC Braga jogou todos os 360 minutos da competição, sendo o único totalista da turma lusa.

Após alcançar o primeiro lugar no grupo A, um golo bastou a Portugal para ultrapassar a Holanda. Perante a Inglaterra, em declarações à edição de sexta feira do jornal Record, João Queirós dá a receita. “É preciso não pensar em demasia e estarmos calmos. Há um pequeno nervosismo, mas quando o árbitro apitar tudo passa e é focarmo-nos para ganhar”, afirmou o jogador de 19 anos que não esconde as saudades da família, recordando que o “maior presente que posso dar-lhes é levar o caneco”.

Sobre o jogo em si, João Queirós sublinhou que “uma final é um jogo em que toda a gente vai dar tudo. Vai morrer pela equipa. Cada um vai querer representar o seu país da melhor maneira possível”. O encontro tem o pontapé de saída marcado para as 17 horas de sábado, tendo transmissão televisiva na RTP1.

 

foto: SC Braga

 Topo