Ciclismo Volta a Portugal

Rui Sousa: “Hoje cumpri os vinte quilómetros finais de um sonho”

Volta a Portugal em Bicicleta Oficial

O contarrelógio individual em Viseu fechou a Volta a Portugal dos 90 anos que ficou intimamente marcada pela despedida do vianense Rui Sousa (RP- Boavista) do ciclismo profissional, que ficou em 25º da geral. A 79ª edição foi ganha pelo atleta da w52-FC Porto Raúl Alárcon. O outro vianense em prova, César Fonte (LA- Metalusa Blackjack) garantiu o 15º lugar nesta prova, como pretendia.

Nesta edição Rui ganhou a etapa de Fafe, a 6ª, e terminou assim com chave de ouro uma carreira de vinte anos de paixão no ciclismo, mas mais do que isso confirmou o estatuto de atleta do povo. Etapa a etapa o carinho do grande público foi grande e a notícia do terminar da carreira profissional do atleta mexeu muito com as emoções de todos. Um anúncio esperado e inevitável que o vai juntar à lista dos grandes nomes da modalidade.

“Hoje cumpri os vinte quilómetros finais de um sonho, muita emoção, vivi cada quilómetro a reviver vinte anos de dedicação… Que emoção! Chegar à meta sentir um reconhecimento de um povo, um calor humano único, não tenho palavras… Obrigado! Hoje as palavras são escassas, apenas vos digo, vivi emoções para a vida! Obrigado”.

Para o Rui Sousa a competição ao mais alto nível tem um ponto final, com voz embargada e as saudades espelhadas no brilho do seu olhar. Acabou e o atleta fez questão de carregar em mãos a sua bicicleta e brindar a todos os que gritavam e o aplaudiam.

Humildade, esforço, superação e gratidão foi o que Rui transmitiu ao longo dos anos e, por isso, todos lhe fazem uma vénia, porém, no fundo, o que ele tem de especial é que “ama a Volta”, como tantas vezes disse verdadeiramente.

 

 

 

 Topo