Futebol

Um susto, um “prolongamento” e um ponto para cada lado

A partida entre UD Lanheses e Correlhã foi muito mais que um jogo de futebol. Além dos golos (quatro), houve ambulância e uma situação insólita ao terminar a primeira metade do desafio. Vamos por partes. Fica para já o resultado: empate a duas bolas.

O Lanheses entrou em campo ciente que precisava de vencer para encetar a recuperação pontual pois nas duas jornadas disputadas o saldo apresentava-se negativo, com duas derrotas. Já o Correlhã viajou até Lanheses com uma missão: levar pontos para casa.

O jogo começou com Dani e embater uma bola no poste mas foi outro embate que causou apreensão em todos os presentes. Após disputar um lance no ar, após cair Alexwingua não voltou a levantar-se. O jogo esteve interrompido 15 minutos e o atleta acabou por ser transportado para o hospital, temendo-se uma fractura nas costelas.

Após o reatamento da partida, as equipas demoraram a encontrar-se e o Correlhã acabou por chegar à vantagem na cobrança de uma grande penalidade. Loureiro derruba Carlinhos na área e Cássio não desperdiçou a oportunidade.

Disposto a redimir-se do erro, Loureiro esteve perto do empate aos 42 minutos, ao rematar ao poste na sequência de um canto. O tempo passou e aos 45+8 Pedro Rocha apitou para o intervalo. A equipa do Lanheses recolheu rápido para o balneário, metade dos jogadores do Correlhã também já tinham recolhido, o Carlinhos, conhecido adepto do Lanheses, já pisava o relvado quando se ouve Pedro Rocha a chamar todos para mais cinco minutos de jogo.

Neste “prolongamento” o Lanheses chegou ao empate, por intermédio de Loureiro, que assim redimiu-se do penalty cometido. Volvidos os cinco minutos, o jogo chegou finalmente ao intervalo.

Na segunda metade o Lanheses teve mais bola, mais oportunidades e pode queixar-se da falta de eficácia por não ter conseguido os três pontos. A equipa de Miguel Kitos chegou a estar em vantagem, quando o irmão com uma peitaça no coração da área fez o 2-1, aos 60 minutos, mas o Correlhã empatou logo depois. Marco Morais, na sequência de um canto, aproveitou a apatia da defesa da casa.

Até ao apito final o Lanheses bem tentou, mas não conseguiu quebrar o empate. Arbitragem em bom plano, destacando-se a atitude de Pedro Rocha em reconhecer o erro, em relação ao tempo de compensação na primeira parte.

Já Alexwingua acabou por ter um susto, não tendo fracturado nada. Segue-se um período de repouso antes de regressar aos campos da AFVC.

Na análise à partida o treinador da Correlhã, Paulinho considerou o “resultado justo”.

“Sabíamos que íamos encontrar uma equipa agressiva, dentro dos limites do jogo, num campo difícil. Vínhamos com intenção de levar pontos e foi isso que aconteceu. O Lanheses teve mais bola, mas quando saímos para o ataque foi com qualidade. Faltou decisão, no momento certo. Podíamos ter vindo para o intervalo a ganhar e depois tivemos de voltar para fazer os últimos cinco minutos, onde acabamos por sofrer o empate. Foi uma situação caricata. Depois de sair do campo nunca me tinha acontecido algo semelhante mas são coisas que acontecem. Temos que acatar as ordens e voltamos para fazer os cinco minutos que faltavam”.

Por sua vez Miguel Kitos estava desgostoso com o empate que lhe “soube a pouco”.

“Foi daqueles jogos em que não se consegue perceber como não conseguimos os três pontos. Entramos a perder mas reagimos bem. Acabamos por empatar o jogo, justamente. Na segunda parte tivemos 5/6 oportunidades de golo claras, de golos feitos. Bolas ao poste, a serem cortadas na linha, muito infelicidade. Viramos o jogo e depois temos alguma culpa na forma como sofremos o segundo golo. Nós queríamos muito ganhar, começar aqui a nossa recuperação”.

O “prolongamento” da primeira parte aconteceu por causa de Kitos. “Quem alertou fui eu. Apercebi-me que o árbitro tinha dado 53 minutos. Achei que o jogo esteve mais tempo parado. Fui falar com a o arbitro. Perguntei quanto tempo deu. Ele disse 11 minutos, ao que lhe disse que só tinham passado oito minutos. Ele assumiu o erro e tenho que dar os parabéns. Situação destas nunca me tinha acontecido. Há que ter coragem. Dou os parabéns ao Pedro por assumir o erro. Outros árbitros teriam dito que o meu relógio estava mal”.

Estádio 15 de Agosto
Equipa de arbitragem
Pedro Rocha. André Carvalho e Rui Alves

UD Lanheses 2
Tiago, Loureiro (Fábio Costa, 83m), Faizão, Polido, Dani, Guti, Alexwingua (Thomas, 5m), Kitos, Gorito, Peixe ©, Faneca. Treinador: Miguel Kitos

Correlhã 2
Fonseca, Cássio, Manuel Pedro, Marco Morais ©, Pedro Alves (João Carlos, 70m), Boucinha (Mário, 90m), Luís Lopes, Niso, João Queirós, Carlinhos (Henrique, 78m), Éric. Treinador: Paulinho

Marcha do marcador
0-1, Cássio 34m (gp); 1-1, Loureiro 45+11m; 2-1, Kitos 60m; 2-2, Marco Morais, 63m.

Resultados da jornada disponíveis aqui.

 Topo