Mais Modalidades

Vianenses ágeis ao volante no Rali de Gondomar

Dário Teles Fotos

De entre as várias equipas a representar as cores vianenses no rali de Gondomar, houve desfechos diferentes volvidos os dois dias intensos de rali com mais de 60 km.

O maior destaque neste rali de Gondomar vai uma dupla composta por dois vianenses João Alves e José Rodrigues que alcançaram o quinto lugar na geral, bem como a vitória na categoria X1. A bordo do Peugeot 106 GTi piloto e co-piloto mostraram grande rapidez e agilidade nos difíceis troços de Gondomar consolidando um trabalho que já vem sendo realizado desde as épocas transatas. Contactado pelo desporto em Viana o piloto João Alves mostrou-se satisfeito pelo resultado conseguido, realçando que “o público a acenar e aplaudir é do melhor que pode existir, sentir toda esta vibração ao longo das classificativas é espetacular!”. Para a restante época a dupla vianense tem como principal objetivo manter o ritmo e repetir performances com esta, de forma a poder vencer a sua classe. “Podemos afirmar que a dupla João Alves e José Rodrigues está mais forte e completa. Há aqui muito trabalho de equipa. Temos como objectivo continuar sempre na luta!”, afirmou ainda o piloto João Alves.

Assistindo o piloto Jacinto Torres, Nuno Carvalhosa, outro dos vianenses em prova acabou o rali de Gondomar no nono lugar da classificação geral e segundo entre os carros de 4 rodas motrizes (Divisão X3). A equipa que partiu para esta prova com o seu Mitsubishi Lancer EVO VI teve de ultrapassar algumas dificuldades impostas pela sua viatura que cedo começou a causar problemas: primeiro com a caixa de velocidades, depois com a embraiagem e, por fim, a direção assistida. Apesar das adversidades a dupla ainda arrecadou um lugar no pódio.

Ao volante do seu Mitsubishi Lancer Evo III Cláudio Ornelas, acompanhado pelo seu co-piloto Miguel Castro, não conseguiu uma boa prestação pois, logo no dia de estreia, ficou praticamente afastado das decisões. Um erro de percurso fez com que a equipa tivesse uma penalização de três minutos, apesar disso a dupla ainda tentou reduzir os estragos mas só conseguiu terminar a prova no 17º posto da geral e terceiro da categoria 4×4 (Divisão X3).

Também as duas duplas a representar as cores da Recirosa não tiveram o desfecho de prova que pretendiam. Márcio e Patrícia Pereira começaram com o pé esquerdo no seu Renault Megane que apresentou problemas com o pára-brisas, o que não ajudou na progressão dos vianenses. No entanto foi mesmo a quebra da transmissão que acabou por fazer com que Márcio e Patrícia acabassem mais cedo a sua participação na prova. Também a representar as cores da Recirrosa Ademar Pereira não conseguiu terminar os dois dias de rali devido ao seu Subaru, que não permitiu ao piloto Vianense concluir este rali pelos troços de Gondomar.

 Topo